19/03/2017
O dia em que Bob Marley bateu bola no campo de Chico Buarque!
 

Pág 1: Anterior |
08/03/2017 - Mulheres no Reggae!
22/11/2016 - Parte 1: Para afugentar o Diabo!
21/11/2016 - Parte 2: Para afugentar o Diabo!
20/11/2016 - Dia da Consciência Negra: O Herói Zumbi!
11/10/2016 - O impacto da cultura SoundSystem!
21/04/2016 - Amor e devoção! A visita de Selassie à Jamaica!
05/12/2015 - Nelson Mandela: A convicta luta que contagiou o reggae mundial!
21/09/2015 - Haile Selassie no Brasil!
11/05/2015 - Os últimos dias de Bob Marley!
19/01/2015 - A vida de Bob Marley - Os filhos do Rei!
15/11/2014 - A República mudou DE FATO nossas vidas?
27/08/2014 - O Tempo é o Mestre!
28/07/2014 - Chronixx, a nova locomotiva do reggae?
30/01/2014 - A Conexão Reggae / Punk!
17/10/2013 - Quem é Jah?
01/02/2013 - Queremos novidade! Uma análise do mercado reggae no Brasil!
19/06/2012 - A moda passa mas a essência fica!
03/06/2011 - Buju: Inocente ou culpado?
Pág 1: Anterior |


Hoje, dia 19 de março, lembramos que em 1980 - há 36 anos atrás - Bob Marley e outros astros do reggae fizeram uma visita ao Brasil, eternizando um momento de prazer do qual o rei era devoto confesso: O futebol.

Bob Marley esteve no Brasil em apenas uma ocasião, em março de 1980, quando visitou o país ao lado de Junior Marvin (guitarrista dos Wailers), Jacob Miller vocalista do Inner Circle), Chris Blackwell (diretor da Island Records) e a esposa Blackwell, para participar da festa que inaugurou as atividades do selo alemão Ariola no país. A Island, gravadora original dos Wailers, era então um selo da Ariola.


(Bob Marley, um peladeiro dos bons)


Bob interrompeu as sessões de gravação que resultariam no álbum ‘Uprising’ para vir ao Brasil. Na descida em Manaus, para reabastecimento, o jato particular que transportava Bob e seu grupo ficou retido por algumas horas. O governo militar certamente não estava vendo com bons olhos a vinda daquela comitiva enfumaçada.

Depois de alguma negociação as autoridades acabaram cedendo, mas sem liberar vistos de trabalho, o que desestimulou os que pensaram em improvisar uma apresentação deles em solo brasileiro. Depois ainda desceram em Brasília e rapidamente decolaram em direção ao Rio de Janeiro.

Chegaram no aeroporto Santos Dumont às 18h30 do dia 18 de março, terça-feira, diante de grande euforia de repórteres que visavam o então conhecido autor de “No Woman No Cry”, que já havia vendido 500 mil cópias na versão de Gilberto Gil em terras tupiniquins. Suas primeiras declarações foram sobre a música brasileira:

O samba e o reggae são a mesma coisa, tem o mesmo sentimento das raízes africanas...” - e disse também que Jah era como o nosso Deus, pois pouca gente O conhece. O grupo se hospedou no Copacabana Palace.

No dia seguinte pela manhã, 19 de março, eles trataram de dar algumas voltas pela Cidade Maravilhosa e fizeram questão de conhecer a favela da Rocinha, que acharam bastante parecida com os guetos da Jamaica. Como não haviam trazido um cozinheiro para Ihes preparar a comida I-tal – cozinha natural seguida pelos rastafaris – Bob, Junior e Jacob só se alimentaram com sucos de frutas. Segundo um acompanhante brasileiro, cada um bebeu quinze copos de suco e Bob gostou mais dos de manga e maracujá.

Depois os três partiram para as compras e percorreram as lojas de material esportivo atrás de uniformes e outros equipamentos. Os instrumentos musicais também não foram esquecidos e os três rastas levaram violões, maracas, atabaques e cuícas. Os artigos esportivos tiveram a sua estreia no famoso jogo no campo de Chico Buarque.

Às 16h00 do dia 19 de março de 1980 no km 18 da Avenida Sernambetiba – três horas atrasados – os jamaicanos chegam ao reduto peladeiro de Chico Buarque, onde funcionários da Ariola jogavam animadamente contra alguns dos contratados da gravadora no Brasil, como o anfitrião Chico Buarque, Toquinho, Alceu Valença e outros. Os times foram rapidamente rearrumados e ficaram assim:


(Formação do time de Bob Marley)

De um lado, Bob Marley, Junior Marvin, Paulo César Caju, Toquinho, Chico e Jacob Miller, e do outro Alceu Valença, Chicão (músico da banda de Jorge – ainda Ben) e mais quatro funcionários da gravadora. Antes de começar o jogo, Bob ganhou uma camisa 10 do Santos e sorriu, dizendo “Pelé”, para depois explicar que jogava em qualquer posição. Mas ele foi mesmo para o ataque e o placar foi de 3 a 0 para o seu time, com gols dele, de Chico e de Paulo César.

Paulo César Cajú - que jogou na copa de 70 - foi o mais festejado por Bob, que lhe disse: “Sou fã de seu futebol”, ao que Paulo César respondeu, “E eu, de sua música”. Bob lembrou o campeonato mundial que marcou a ilha do reggae:

Rivelino, Jairzinho, Pelé… o Brasil é o meu time. A Jamaica gosta de futebol por causa do Brasil”.


(Matéria da televisão sobre o episódio)


Bola fora: Não dá pra esperar muito da Globo em termos de aprofundamento das informações, mas falar que Jacob Miller era guitarrista dos Wailers é um pouco demais, não? Outro fora foi que a matéria menciona a morte de Bob Marley após 1 ano e 2 meses desta "pelada" na casa do Chico, mas ignora completamente que Jacob Miller morreu apenas 4 dias depois em um trágico acidente de carro.


(Jacob Miller, Paulo César Cajú e Bob Marley)


DEPOIS DO FUTEBOL, A FESTA


Após o bate-bola com os amigos brasileiros, o grupo ruma ao principal motivo da vinda ao Brasil; participar da festa que inaugurou as atividades do selo alemão Ariola no país. A festa no alto do Morro da Urca e teve mais de 1000 convidados e penetras, com direito a engolidor de fogo, cartomante e fogos de artifício. Bob Marley chegou com os amigos às 22h00, e foi logo para um camarote.

Depois dos discursos dos diretores da gravadora ele se afastou para assistir a apresentação de Moraes Moreira, que começou à meia noite e fez a pista de dança encher. A agitação foi tanta que Bob deve ter percebido o significado da expressão “Rio Babilônia”.

A esperança geral era de que ele desse uma canja. Moraes chamou Baby no palco para cantar a sua versão e talvez fazer Bob se decidir. Mas nessa hora ele já estava se levantando e arrastando repórteres, fotógrafos e curiosos à sua passagem, falando com os jornalistas enquanto se encaminhava para o bondinho.

No último dia de estadia no país, Bob participou de uma coletiva de imprensa onde declarou que os músicos devem ser porta-vozes para as massas oprimidas. Para ele a responsabilidade é ainda maior devido às suas crenças religiosas. A filosofia do reggae explica tudo isso. O reggae se propagou a partir dos guetos, e tem sido sempre fiel à suas origens, trazendo ao mundo uma mensagem de revolta, protesto e luta pelos direitos humanos.

Sempre muito solícito, e sem nenhuma demonstração de estrelismo, cumpriu sua agenda e voltou pra casa carregado de instrumentos percussivos brasileiros. No avião, voltando para a Jamaica, Bob ainda compôs, inspirado no samba, a música "Could You Be Loved", um clássico com raízes brasileiras. É possível inclusive ouvir a cuíca soando na introdução da música. Sobre os brasileiros ele disse:

É fácil perceber que as pessoas aqui têm ritmo e feeling, não só no andar, mas no falar e no próprio interesse demonstrado pela música em qualquer uma de suas manifestações”.


Fonte: Leo Vidigal / Surforeggae

Bob Marley

Clique e saiba tudo sobre Bob Marley aqui no Surforeggae. Discografia, notícias, música e muito mais.







'Bob Marley'


Ator interpreta Bob Marley em quadro do Domingão Faustão e emociona a todos! Assista!


Vibrações realiza 17a. edição do seu Tributo a Bob Marley em Maceió! Confira no Surforeggae!


TOTAL REGGAE! VP lança incrível coletânea com regravações de hits do rei Bob Marley! Ouça Agora!


Pearl Jam pode lançar cover de Bob Marley com Beyoncé em novo single! Assista!


Vibrações realiza 16ª edição de Tributo a Bob Marley em Maceió! Confira!


Homenageando Bob Marley, Baggadread leva mais um título no Legendários da TV Record!


Entrevistador de Bob Marley em Talkin Blues, Dermot Hussey enaltece trabalho de Dada Yute!


O adeus a Delroy Thompson, engenheiro de som de Bob Marley, Peter Tosh e muitas lendas do reggae!


Os últimos dias de Bob Marley!


15ª edição do Tributo a Bob Marley em Maceió traz show especial da banda Vibrações!




 

NINE MILE
(Feminina)
Lion’s Den Adversity
Black Culture
Live at Paleo Festival

Groundation
(Reggae)


O que você espera da cena reggae atual?
Que bandas clássicas ressurjam
Que bandas novas apareçam mais.
A cena reggae está legal para mim.


Resultado parcial
Historico de Enquetes


   Morgan Heritage
   Chronixx
   DUB INC
   Jah Defender
   Alborosie


   Igor Salify
   Vibração Sol
   Andread Jó
   Be Livin
   Angatu



APOIO DESENVOLVIMENTO